bike itau no rio de janeiro

Saiba quais são os benefícios do treinamento funcional para ciclistas

Você sabe quais são os benefícios do treinamento funcional? Eles envolvem melhorias na saúde, na força e na resistência, além de potencializarem a performance de determinadas práticas e atividades esportivas, como pedalar. Por isso, esse tipo de treino é cada vez mais procurado.

Investir no treino funcional para ciclismo impacta positivamente a vida do atleta ou de quem pedala com frequência. O resultado é sentido na prática, com o fortalecimento dos músculos, o que deixa o corpo preparado para enfrentar trajetos longos e de maior nível de dificuldade. Saiba mais sobre as demais vantagens a seguir!

O que é treinamento funcional?

Para entender quais são os benefícios do treinamento funcional, primeiro é preciso compreender exatamente o que significa e o que envolve essa prática. A princípio, movimentar-se e estabelecer uma rotina de exercícios físicos é o primeiro passo para ter um corpo forte e saudável.

Bike da Tembici em São Paulo

Originalmente, o treinamento funcional costumava ser adotado somente como parte dos exercícios de fisioterapia para recuperação do movimento de regiões lesionadas. Ao estimular essas partes do corpo, o músculo era ativado novamente e se fortalecia.

Entretanto, com o passar do tempo, observou-se que o exercício funcional poderia ser adaptado a atletas e pessoas que buscam ganhar força e resistência, melhorando o condicionamento físico. A partir daí, esse tipo de treinamento passou a ser aplicado com foco na prática de atividades físicas, como o ciclismo.

Saiba mais: Quais benefícios de fazer bike? 10 benefícios de pedalar para saúde

Características e exemplos de exercícios funcionais

Agora que você já consegue ter uma noção dos benefícios do treinamento funcional, vamos explicar as características dessa modalidade. Basicamente, esse tipo de treino é feito a partir de repetições e movimentos que usam a força do próprio corpo com o intuito de proporcionar resistência.

Diferentemente da musculação, que atua em locais específicos, o treino funcional trabalha vários músculos ao mesmo tempo e estimula o sistema cardiorrespiratório. Confira alguns exemplos de exercícios funcionais:

  • agachamento;
  • remada;
  • flexões;
  • prancha;
  • abdominais;
  • pular corda;
  • corrida;
  • polichinelo;
  • exercícios com halteres;
  • exercícios com faixa elástica.

Leia também: Bicicleta e Saúde: Benefícios de pedalar para o Corpo e a Mente

Como é o treinamento funcional para ciclistas?

O treinamento funcional para bike estabelece uma série de exercícios orientados especificamente para melhorar e potencializar o rendimento de ciclistas. Isso porque determinados movimentos trabalham justamente com os músculos utilizados durante a pedalada.

No caso do ciclismo, o treino funcional compreende dinâmicas que estimulam a região do core (parte central do corpo), além dos membros superiores e inferiores em conjunto. Agachamento, movimentos de escalada, burpee (flexão associada a salto) e prancha são ótimos para quem pedala.

pedalada matinal em bike tembici

Está conhecendo a modalidade agora e deseja investir em um treino funcional para iniciantes? Então, o ideal é contar com a ajuda de um profissional especializado, como um personal trainer, que vai ajudar na definição dos melhores exercícios e acompanhar a execução e a evolução.

Benefícios do treinamento funcional para quem pedala

Agora você já sabe a definição e as características da modalidade. Então, quais são os benefícios do treinamento funcional especialmente para ciclistas? Conforme mencionamos, os exercícios atuam na performance e no rendimento do ciclista, aumentando a força e tonificando os músculos. Além disso, há outras vantagens:

jovem andando com a bike da Tembici na cidade.

Contribui para uma postura adequada

O treinamento funcional enfatiza movimentos naturais do corpo, que podem ajudar a corrigir desequilíbrios musculares e de postura. Isso é particularmente importante para ciclistas, que passam longos períodos em uma posição específica, o que pode levar a tensões e desalinhamentos de postura.

Previne dores nas costas e nos joelhos, comuns em quem pedala

Através do fortalecimento dos músculos do core (incluindo abdominais, lombares e glúteos) e da melhoria da mobilidade articular, o treinamento funcional ajuda a distribuir de maneira mais igual as forças exercidas sobre o corpo durante o ciclismo, diminuindo o risco de lesões e dores.

mulher usando bike da Tembici em um parque

Leia também: O que é exercício aeróbico e anaeróbico? Conheça cada um deles

Fortalece a musculatura

Além de fortalecer os músculos específicos usados no ciclismo, o treinamento funcional também trabalha grupos musculares que podem não ser tão exigidos pela modalidade, mas que são fundamentais para o suporte e a estabilidade geral do corpo.

Aprimora o equilíbrio corporal

Muitos exercícios funcionais requerem que você mantenha o equilíbrio enquanto executa movimentos dinâmicos. Isso não só melhora o equilíbrio estático e dinâmico, mas também a habilidade de manter o controle do corpo durante o ciclismo, principalmente em terrenos irregulares.

mulher com a bike Tembici

Melhora a coordenação motora

O treinamento funcional frequentemente envolve movimentos que requerem uma boa coordenação entre várias partes do corpo. Isso pode ajudar ciclistas a desenvolver uma pedalada mais eficiente e a realizar ajustes precisos na postura e direção enquanto pedalam.

Aumenta a resistência cardiorrespiratória

O treinamento funcional, por meio de circuitos de alta intensidade, como o crossfit, desafia o sistema cardiorrespiratório, incrementando sua eficiência. Essa melhoria traz maior capacidade de oxigenação do sangue, fundamental para ciclistas enfrentarem desafios como subidas longas e percursos extensos.

A prática constante desses exercícios resulta em uma resistência cardiorrespiratória superior, permitindo que o ciclista mantenha um ritmo constante por mais tempo sem se cansar rapidamente. Esse ganho de resistência é crucial para superar os obstáculos naturais do ciclismo, como variações de terreno e condições climáticas adversas.

bike itau ao lado de trânsito na cidade de são paulo

Além disso, ao fortalecer o coração e os pulmões, o treinamento funcional contribui para uma recuperação mais rápida após esforços intensos, reduzindo o tempo necessário para que o ciclista esteja pronto para a próxima etapa de treinamento ou competição. Essa eficiência na recuperação é um diferencial importante no desempenho e na progressão do atleta.

Incrementa a flexibilidade

A inclusão de exercícios que promovem a amplitude de movimento ajuda a aumentar a flexibilidade, o que pode reduzir o risco de lesões e melhorar a eficiência da pedalada ao permitir um movimento mais livre e completo.

Beneficia o condicionamento físico em geral

Ao abordar uma ampla gama de capacidades físicas, o treinamento funcional promove uma melhoria no condicionamento físico global. Isso não só beneficia o desempenho no ciclismo, mas também a saúde e o bem-estar geral.

Para alcançar esses resultados, é importante ter ajuda de um profissional e respeitar os limites do corpo. Ao intensificar o treino sem recomendação ou realizar movimentos de forma errada, é possível que o músculo seja comprometido e diminua o rendimento do pedal, o que não é seguro ou desejado pelos ciclistas.

Comece a pedalar com a Tembici

Se você já conhece os incríveis benefícios que a bicicleta traz para o corpo e a mente, é hora de vivenciar essa experiência com a facilidade que só a Tembici oferece. Presente nas principais cidades do Brasil, e até mesmo no exterior, o nosso objetivo é inspirar a mudança que começa em cada um – e o resultado você sente nas ruas.

Quer você esteja buscando melhorar sua saúde, desfrutar de maior praticidade no dia a dia ou economizar tempo e dinheiro, o aluguel de bicicletas da Tembici é a escolha perfeita. Redescubra a cidade sob uma nova perspectiva, participe desse movimento de mobilidade reinventada. Baixe nosso aplicativo hoje e explore as diversas opções de planos disponíveis:

Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Salvador e Porto Alegre


Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Floripa

Posts Similares