Imagem aérea da cidade de são paulo, em destaque a ponte estaiada

Pontos turísticos de SP: 07 opções que você precisa conhecer

São Paulo é a maior cidade do Brasil e da América Latina, com mais de 1.500 km² para explorar. Em toda a sua extensão, há pontos turísticos de SP para todos os estilos e preferências, seja para quem gosta de lazer, cultura, natureza, educação ou esporte. 

Explorar os pontos turísticos de SP é mergulhar em uma experiência única, que mistura a agitação da metrópole com a oportunidade de descobrir lugares encantadores, parques exuberantes e a diversidade cultural que pulsa em cada esquina.

Pensando nisso, preparamos esse guia com 7 opções de pontos turísticos que você precisa conhecer em São Paulo. Confira! 

7 – Parque Ibirapuera

Esse é o parque mais famoso da cidade e um dos principais pontos turísticos de SP, sendo também um dos maiores da América Latina. Não é à toa que é um dos mais visitados, tanto por turistas quanto por quem mora na cidade, já que conta com belos jardins, lagos, trilhas para caminhadas e museus. 

É lá que estão localizados o Museu Afro Brasil (que apresenta exposições sobre a cultura africana e afro-brasileira) e o Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (também chamado de MAC e conta com obras modernas e contemporâneas).

Assim, visitar o Ibira é um passeio legal não só para quem gosta de caminhar, pedalar de bike, praticar outros esportes e ficar mais próximo da natureza, como também para quem gosta de investir em iniciativas culturais.

Se você está em busca de um ponto turístico para levar as crianças, visitar o Ibirapuera é a opção ideal! No parque também fica localizado o Planetário de São Paulo, com várias sessões destinadas para os pequenos. 

O parque funciona todos os dias, das 5h às 23h. Para chegar lá, basta ir até a estação AACD Servidor da  Linha 5 Lilás, que fica a 1km de distância do parque. 

6 – Catedral da Sé 

Você sabia que a Catedral Metropolitana de São Paulo (mais conhecida como a Catedral da Sé) é uma das maiores igrejas góticas do mundo? Isso, por si só, já seria motivo suficiente para você querer visitá-la, mas, além da sua arquitetura impressionante, o fato de ser o marco zero da cidade também faz dessa uma visita obrigatória para quem deseja explorar os pontos turísticos de SP.

É a partir da catedral que é calculada a distância de qualquer ponto da cidade. Atualmente, é considerada uma das principais referências do centro velho da cidade, reunindo pessoas de todos os estilos e culturas. 

Seus vitrais coloridos e suas obras de arte sacra merecem o devido destaque, já que são de tirar o fôlego. A construção demorou cerca de 40 anos para ser finalizada, e hoje alcança cerca de 110 metros de comprimento, 46 metros de largura e 92 metros de altura por torre. O local possui capacidade para receber cerca de 8 mil pessoas. 

imagem da catedral da sé, um dos principais pontos turísticos de SP

Infelizmente, o local não tem todo seu potencial turístico devidamente explorado devido aos problemas de segurança da região central da cidade. Por isso, se você pretende visitar a catedral, nossa dica é tomar cuidado redobrado com carteiras e celulares. 

Caso tenha interesse em realizar uma visita monitorada, o agendamento deve ser feito com antecedência pelo WhatsApp (11) 9797-7396 ou pelo e-mail visita.catedraldase@gmail.com.

A Catedral da Sé funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h, aos sábados das 8h às 17h, e aos domingos das 8h às 13h. A Estação Sé da linha Azul é a mais próxima do local, exigindo uma caminhada de menos de 5 minutos até lá.

5 – Avenida Paulista

Uma das mais famosas do Brasil, a Avenida Paulista é composta por arranha-céus, museus, teatros, lojas, restaurantes, galerias de arte e todo tipo de gente, desde pessoas que trabalham, moram e circulam pela região todos os dias, até turistas vindos de toda parte do país e até do mundo.

Sua popularidade não é à toa, já que a avenida é um dos cartões postais da cidade e do Brasil, e sua região abriga diversas atrações culturais. Os principais destaques ficam por conta do Museu de Arte de São Paulo (MASP), Itaú Cultural,  Instituto Moreira Salles, Japan House,  Casa das Rosas e Centro Cultural Fiesp.

Vale a pena alugar uma bike compartilhada para percorrer a ciclovia que corta a Paulista de ponta a ponta. Mesmo uma caminhada tranquila aos domingos (quando a avenida é fechada para os carros) pode ser uma experiência e tanto.

São tantas as opções que um bom passeio pela avenida pode levar algum tempo – se for a sua primeira vez na cidade, não se apresse! Caminhar sem rumo é uma boa pedida para quem deseja entrar no clima característico de São Paulo e ter uma amostra do turbilhão de diferentes culturas que compõem a capital paulista.

Pessoas andando de bike da Tembici em um dos principais pontos turísticos de SP, a Avenida Paulista.

Se passar por lá, não deixe de visitar o mirante do Sesc, onde é possível conferir uma vista incrível de toda a cidade. Esse é apenas um dos muitos passeios gratuitos que você pode usufruir ao dar uma volta pela Paulista. Outra dica de ouro é aproveitar para visitar a Livraria Cultura no Conjunto Nacional, uma das maiores do país. 

4 – Pinacoteca do Estado de São Paulo

Que tal visitar um dos museus de arte mais antigos do Brasil? A Pinacoteca foi fundada em 1905 e é um dos principais pontos turísticos de São Paulo. O edifício histórico onde fica a Pinacoteca é impressionante e, por si só, já vale a visita e rende belas fotos, por ser uma excelente referência da arquitetura do final do século XIX. 

Mas a Pinacoteca não se destaca apenas pela sua arquitetura imponente. Seu comprometimento em preservar e difundir a história da arte brasileira também é louvável, e seu acervo permanente inclui obras de renomados artistas, como Anita Malfatti, Portinari e outros.

Localizada no coração da capital paulista e um dos principais pontos turísticos de SP, é considerada um verdadeiro tesouro cultural, abrigando um acervo diversificado e exposições que destacam a riqueza da produção artística nacional.

Além das coleções permanentes, também apresenta exposições temporárias que exploram diferentes movimentos artísticos. Os visitantes podem apreciar pinturas, esculturas, fotografias e instalações.

A pinacoteca é um dos principais pontos turísticos de SP, na imagem vemos algumas das obras disponíveis no recinto.

A Pinacoteca funciona de quarta a segunda, das 10h às 18h, e aos sábados a entrada é gratuita para todos. Fica do outro lado da rua da Estação Luz do metrô.

3 – Mirante Sampa Sky

Se você gosta de ver a cidade do alto, o Sampa Sky é um ponto turístico que certamente vai te agradar! Ele foi inaugurado em 2021 e já recebeu centenas de milhares de turistas vindos de todo o mundo. 

Ele é composto por duas caixas de vidro, que ficam projetadas a 170 metros de altura e para o lado de fora do Edifício Mirante do Vale. No local, é possível contemplar uma vista 360º do centro de São Paulo. Ele fica localizado no 42º andar do prédio, que é, atualmente, o segundo mais alto da capital paulista. A estação de metrô mais próxima é a São Bento, da Linha Azul.

Se você pretende visitar o Sampa Sky, a recomendação é se planejar, já que os ingressos costumam se esgotar rapidamente. Para não perder a chance de conferir essa vista incrível, garanta o seu com antecedência.

A entrada inteira custa R$ 120, e, aos finais de semana, há também a opção de pagar pelo ingresso social, pelo valor de R$ 70 mais a doação de um quilo de alimento. O local funciona de terça a sexta-feira, das 11h às 18h30, aos sábados das 9h às 19h, e aos domingos das 9h às 17h.

2 – Bairro da Liberdade

A Liberdade é um dos pontos turísticos de SP que merecem uma atenção especial. Um passeio por lá é como uma viagem para outro país, já que as referências às culturas japonesa e chinesa se fazem fortemente presentes. A região respira cultura e história, sendo reconhecida como o maior reduto da comunidade japonesa na cidade. 

O bairro conta com lojas repletas de artefatos da cultura oriental, restaurantes e templos deslumbrantes. Assim, reúne o que há de melhor da cultura oriental em São Paulo, oferecendo opções gastronômicas e culturais que remontam à atmosfera dos países asiáticos. 

Aos domingos, acontece a tradicional feira japonesa, que comercializa diversos tipos de artesanatos orientais, trajes típicos e comida asiática. Para quem pretende visitar a região no final de semana, almoçar por lá é uma ótima pedida.

No meio do ano, acontece o festival Tanabata Matsuri, na Praça da Liberdade. O evento é palco de apresentações de danças, músicas e artes marciais, além de comercializar muitas comidas típicas. O festival acontece no bairro há mais de 40 anos e seu nome significa “festival das estrelas”.

Para chegar até lá, basta desembarcar na Estação Liberdade da Linha 1-Azul. Para quem procura saber mais sobre o bairro, indicamos ir até o Museu da Imigração, local que reúne uma quantidade enorme de informações e curiosidades sobre o povo asiático em São Paulo.

1 – Mercado Municipal de São Paulo 

Para finalizar, nossa última recomendação para quem deseja turistar em São Paulo é o Mercado Municipal, internacionalmente conhecido como um dos principais pontos turísticos da metrópole. 

Também conhecido como Mercadão ou Cantareira, trata-se de um mercado histórico que foi inaugurado em 1933 e possui uma arquitetura muito bonita. O edifício reúne colunas no estilo arquitetônico grego, com cerca de 70 vitrais que retratam algumas cenas de São Paulo na década de 30.

Além da arquitetura, o Mercadão também é muito famoso por ser um centro gastronômico. O local possui 290 boxes em seu interior, dispõe de uma grande variedade de alimentos sendo comercializados (como frutas, legumes, carnes, queijos, peixes e especiarias) e conta também com um espaço com vários restaurantes.

O grande destaque fica por conta do tradicional e enorme sanduíche de mortadela, que, diz a lenda, teria surgido para atender às necessidades dos feirantes do Mercadão, que precisavam de uma refeição rápida e substanciosa. Como o lanche é realmente grande, vale a pena dividir com alguém. O bolinho de bacalhau e o pastel que são comercializados por lá também são altamente recomendados.

O horário de funcionamento do Mercado Municipal é de segunda a sábado, das 6h às 16h. As estações de metrô mais próximas são a São Bento e a Luz, ambas da linha azul.

Vá de bike!

Se você deseja deixar de lado o transporte coletivo e explorar a cidade de uma maneira diferente e ainda mais imersiva, que tal encarar um desafio sobre duas rodas? 

Até mesmo para quem não abre mão da praticidade do metrô, a bike pode ser uma companheira interessante em seus passeios turísticos, já que é permitido o transporte de bicicletas nos trens, desde que sejam respeitadas algumas normas.

Se você tem dúvidas sobre os horários permitidos, como deve transportar a bike nas estações e quais são as regras de conduta que deve adotar, confira nosso artigo completo sobre o assunto e tire o maior proveito possível do seu passeio! 

Comece a pedalar em São Paulo!

Em São Paulo, a Tembici oferece uma solução eficaz para driblar o trânsito caótico e os longos trajetos nos horários de pico: o aluguel de bike Itaú. Com cerca de 330 estações espalhadas pela metrópole, encontrar uma bicicleta próxima ao seu destino nunca foi tão fácil. Essa alternativa não apenas otimiza seu tempo de deslocamento, mas também contribui para um estilo de vida mais saudável e sustentável, alinhado com as necessidades da vida urbana agitada.

Utilizando o aplicativo, os usuários têm à disposição um mapa detalhado para localizar as estações de bicicletas, facilitando o planejamento de rotas e a retirada das bikes. A experiência de alugar uma bicicleta em São Paulo pelo sistema Itaú se torna prática e interativa, permitindo aos paulistanos e visitantes uma nova forma de explorar a cidade, evitando congestionamentos e contribuindo para a redução da poluição. Essa iniciativa reflete o compromisso da Tembici com a mobilidade urbana inteligente e o bem-estar dos cidadãos.

De bike, São Paulo fica mais perto de você. Experimente uma nova forma de ir e vir com o Bike Itaú.


Posts Similares